fbpx

Padrão de vida na sua Aposentadoria

Compartilhe esse post

Você sabe como manter o seu padrão de vida?

Muitas pessoas têm medo de não ter como manter o seu alto padrão de vida durante a aposentadoria. Ou pior, ter que continuar trabalhando durante a melhor idade para conseguir completar a sua renda e não perder essa qualidade e padrão de vida que já estão acostumados.

É exatamente por causa disso, que é de extrema importância começar a pensar no futuro, para que você consiga alcançar a tão desejada “aposentadoria”. Então, saiba que um bom planejamento financeiro, te possibilita chegar a esse objetivo e ter o conforto que você deseja sem precisar continuar trabalhando para sempre.

Você sabia que a maioria dos aposentados precisa continuar trabalhando porque a renda que recebem do governo para sua aposentadoria não é suficiente para arcar com as despesas mensais? Triste, não é? Nós não queremos que isso aconteça com você!

Para os mais jovens, sinto lhes informar, mas a pirâmide do Pacto de Gerações (INSS) já não é mais uma pirâmide. A cada ano que passa a taxa de natalidade está diminuindo, fazendo com que tenham menos jovens trabalhando para sustentar os aposentados. Já parou para pensar como vai estar quando chegar a sua vez?

Veja a pirâmide do INSS na imagem abaixo, e como tem muitas pessoas subindo para o topo dela, em contrapartida a quantidade de jovens no começo tem diminuído bastante.

Provavelmente, esse sistema vai deixar de existir, pois vamos ter mais idosos do que jovens, virando um sistema insustentável. Você quer depender da sorte? Eu não faria isso se fosse você…

Comece a se planejar HOJE, para ter tranquilidade no FUTURO.

Você deve focar na sua independência financeira para que na aposentadoria possa ficar tranquilo. O que é a independência financeira? Nada mais é do que você guardar dinheiro investido para que no futuro consiga tirar uma renda passiva mensal desses investimentos. Ou seja, você vai depender apenas de você mesmo, deixando de depender do governo ou instituições privadas.

Mas agora que você já entendeu isso, vamos voltar para a renda na “aposentadoria” (de hoje em diante, troque essa palavra por independência financeira).

Qual é a minha renda ideal para a independência financeira?

A primeira coisa que temos que pensar é sobre manter o mesmo padrão de vida de hoje no futuro, e para isso temos que entender quais são os seus gastos mensais atuais. Ou melhor, qual é o valor que você precisa receber todos os meses para pagar todas as suas despesas.

Com isso, você vai descobrir quanto precisará receber futuramente para manter o padrão de vida atual. Por exemplo, imagine que você tem um gasto mensal de R$ 20 mil. Se você contribui com o teto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), tem a expectativa de receber R$ 5 mil da Previdência Social. Lembra quando eu comentei que a maioria dos aposentados precisa continuar trabalhando? Pois é…

Nesse caso, será necessário acrescentar R$ 15 mil para manter o seu padrão de vida na “aposentadoria”. Portanto, é essencial pensar no patrimônio que você construirá durante a fase produtiva!

Já para os mais jovens, eu não contaria com essa contribuição da Previdência Social… vamos pensar em um todo para alcançar a independência financeira e não ter surpresas negativas no futuro.

Outro ponto importante é definir se você quer receber uma renda vitalícia e deixar patrimônio para seus herdeiros ou se quer apenas consumir o seu patrimônio pelo prazo proporcional à sua expectativa de vida. Tudo isso vai influenciar em quanto dinheiro que você deve poupar e investir para a independência financeira.

Agora, vamos falar para vocês alguns investimentos que podem ser interessantes para o longo prazo:

Quando o assunto é tranquilidade no futuro, os investimentos devem focar no longo prazo! Também, o quanto antes você começar, MELHOR. Com isso, você vai ter mais tempo para juntar dinheiro e construir um patrimônio para conquistar os seus objetivos.

Sendo assim, precisamos entender e escolher as melhores opções de investimentos para o seu perfil de investidor, que também devem estar alinhadas com os seus objetivos. Algumas pessoas aceitam e lidam melhor com o risco e conseguem melhores rentabilidades, já outras são mais conservadores e preferem investimentos mais seguros no mercado.

Fundos de investimento

O melhor jeito de explicar os fundos de investimento é que eles são uma modalidade de investimento coletivas e funcionam como condomínios. Com isso, os investidores compram cotas para participar dos resultados obtidos. Já o patrimônio, é administrado por um gestor profissional, que é quem irá tomar as decisões sobre esse investimento. Assim, o gestor vai acompanhar a estratégia desse fundo, que pode ter diversas estratégias e perfis de risco.

Existem fundos com foco em renda fixa, que são mais adequados para perfis de investidores conservadores já que proporcionam maior segurança, por exemplo. Todavia, também existem fundos que possuem estratégias mais arrojadas, sendo mais indicadas para pessoas que tem maior tolerância a riscos.

Gostou e quer saber mais? Clique aqui e entende melhor sobre os fundos de investimentos!

Tesouro IPCA

O Tesouro Direto é a plataforma que possui todos os títulos públicos ofertados pelo Governo Federal. E nela, consta o Tesouro IPCA! Uma das melhores vantagens dessa opção de investimentos é que ela oferece rentabilidade sempre acima da inflação.

Isso se dá pelo fato dele ser atrelado ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), somado a um percentual fixo. Encontra-se inúmeros títulos distintos disponíveis, com prazos e taxas também diferentes.

Legal né? Clique aqui e saiba tudo sobre o Tesouro Direto!

Ações que pagam dividendos

As ações são os menores fragmentos do capital social de uma empresa. Ao possuir esse investimento e se tornar acionista de uma empresa, quando os resultados são positivos, eles podem promover a distribuição de dividendos, por exemplo.

Com isso, conseguimos formular uma carteira com ações já pretendendo receber dividendos no longo prazo. Ou seja, podemos focar no acúmulo de capital e possibilitar uma renda passiva no futuro.

Fundos imobiliários (FIIs)

Os fundos imobiliários são um jeito diferente para quem quer investir no mercado imobiliário. Por serem fundos de investimento, contam com um gestor responsável.

Podemos achar FIIs com muitos objetivos diferentes, como os que investem em locais físicos com o objetivo de conseguir renda com o aluguel dos mesmos. Assim, eles podem gerar renda passiva para os cotistas a partir do que recebem com os aluguéis.

Por outro lado, eles também podem possuir outro tipo de estratégia, como investir em renda fixa atrelada ao mercado imobiliário ou até em cotas de outros fundos. São muitos benefícios nessa modalidade, mas o principal deles está no recebimento de dividendos, que irão te ajudar muito se você quer ter renda passiva recorrente.

Previdência Privada

A Previdência Privada é uma das modalidades de investimento mais procuradas quando falamos em aposentadoria, já que pode ser usado como um complemento da renda. Ela leva em consideração o período de acumulação de capital e o de usufruto.

Hoje existem no mercado inúmeros tipos de previdência para você escolher. Mas antes de qualquer coisa, precisamos estudar aspectos como o perfil de risco, regras de aporte, entre outros que irão influenciar diretamente no nosso presente e futuro. Com isso, conseguiremos melhorar os resultados e fazer uma escolha que vá de encontro com o seu objetivo.

Quais problemas posso enfrentar no percurso?

É muito importante saber quais dificuldades podem surgir. Isso vai fazer com que saibamos quando adotar estratégias de prevenção. Podemos citar que uma dessas dificuldades podem ser os erros de cálculos em cima os aportes mensais, por exemplo. Ou seja, eles podem não ser suficientes para conseguir a renda que você tanto quer no futuro.

Outro exemplo é aplicar em investimentos inadequados ou ineficientes. Geralmente, isso é resultado de problemas na análise de perfil de risco e dos objetivos…

Aqui, falamos a longo prazo e por causa isso, não é a melhor opção investir em produtos de curto prazo. Por conta de tudo isso, devemos ter atenção e cuidado para conseguir evitar esses erros ao investir para construir uma carteira de Independência Financeira.

Como ter suporte para conquistar minha independência financeira?

Ainda ficou com dúvidas? Conte com a UPlanner para te ajudar nesse processo! O planejamento financeiro pessoal tem como foco a educação financeira e também te ajudar nos investimentos, tanto para independência financeira quanto para outros objetivos (quer viajar ou comprar a casa própria?).

Com um bom planejamento é SIM possível manter o seu padrão de vida na “aposentadoria”. Por isso, comece o quanto antes e procure cada vez mais conhecimento, será mais fácil chegar no objetivo. Ou seja, não deixe isso de lado e garanta desde já mais qualidade de vida no futuro!

Faça o seu Planejamento financeiro com a UPlanner, além de contar com uma equipe de especialistas, você receberá acesso ao nosso App para organizar as suas Finanças pessoais e cuidar dos seus investimentos.

Voltar a página inicial

Leia também

Insights
Fernanda Loize

Por que manter a constância?

Falar sobre manter a constância, pode parecer conversa de coach, ainda mais por ser um assunto bem em alta nos últimos tempos. Mas se pararmos

Finanças Pessoais
Fernanda Loize

A psicologia do dinheiro

E aí vai uma indicação de leitura da UPlanner! O livro “A psicologia do dinheiro” foi escrito por Dan Ariely que é professor de psicologia

Redes sociais

Copyright © 2021 . Uplanner

Baixe nosso app

Receba nossas novidades!