fbpx

Fundo de ações

Compartilhe esse post

Você sabe como funciona um Fundo de Ações?

Escolher investir em fundos de ações é um jeito mais simples de apostar na bolsa de valores, sem ter de operar diretamente no pregão. Quem tomará as decisões de compra ou venda não é o investidor, e sim um gestor profissional. Assim, os fundos de ações costumam ser uma alternativa para quem quer atingir maior rentabilidade que as de renda fixa.

Sua maior característica é a alta volatilidade.

Fundos de ações têm como objetivo investir no mercado acionário.

Devem aplicar no mínimo 67%, ou dois terços, do seu patrimônio em ações negociadas na bolsa de valores ou em outros ativos relacionados a esse segmento. Considerados investimentos de renda variável, significa que seu retorno não pode ser previsto com exatidão. Ou seja, o rendimento deste tipo de investimento sofre variações positivas ou negativas, conforme o movimento do mercado.

Por investirem em ações negociadas na bolsa de valores, o seu rendimento acompanha o desempenho delas no dia a dia. É comum que sigam algum índice de referência do mercado acionário, assim, para saber se o fundo está indo bem ou mal, é importante comparar a rentabilidade dele com a do índice. Uma característica dos fundos de ações é a volatilidade. As variações do valor das cotas podem acontecer de maneira brusca, conforme os preços das ações mudam no mercado.

Quais taxas estão envolvidas?

As taxas cobradas nos fundos de ações (taxa de administração e performance) servem para remunerar instituições como o administrador e o gestor. É necessário avaliá-las criteriosamente ao escolher uma aplicação. Se forem muito elevadas, elas podem causar impacto sobre a rentabilidade líquida do investimento.

Incidem alguns impostos sobre as aplicações em fundos de ações.

São dois: Imposto de Renda e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). O Imposto de Renda é cobrado sobre a rentabilidade. Se durante 12 meses um fundo rendeu 12%, é sobre essa porcentagem que se aplica o imposto. A alíquota é de 15%, cobrada na fonte. Já o IOF incide sobre o rendimento apenas nos resgates feitos em um período inferior a 30 dias a partir da aplicação. A alíquota pode variar de 96% a 0%, dependendo do prazo.

Os fundos de ações também permitem diversificar os investimentos, mesmo sem ter muito dinheiro. Isso porque as carteiras costumam estar divididas em vários ativos, e não concentradas, a menos que a estratégia do fundo seja exatamente aplicar em poucas ações.

Faça o seu Planejamento financeiro com a UPlanner, além de contar com uma equipe de especialistas, você receberá acesso ao nosso App para organizar as suas Finanças pessoais e cuidar dos seus investimentos.

Voltar a página inicial

Leia também

Investimentos
Fernanda Veiga

Fundo de dívida externa

O que é? E como funciona? O fundo de dívida externa é um fundo da categoria de renda fixa, e tem como critério investir no

Investimentos
Fernanda Veiga

Fundo de ações

Você sabe como funciona um Fundo de Ações? Escolher investir em fundos de ações é um jeito mais simples de apostar na bolsa de valores,

Redes sociais

Copyright © 2021 . Uplanner

Baixe nosso app

Receba nossas novidades!