fbpx

Títulos privados de renda fixa

Compartilhe esse post

A renda fixa de maneira bem simples, é qualquer investimento que já tenha suas regras de remuneração definidas, e que estipulam um prazo de vencimento quando realizada a contratação sendo pré-fixadas, pós-fixadas ou híbridas. Podemos encontrar investimentos de renda fixa, no setor público e no privado.

Vamos descobrir um pouco mais sobre eles?
Títulos públicos

São títulos emitidos pelo governo para arcar com custos da dívida pública e déficits orçamentários. Para saber mais sobre esses títulos, acesse nosso artigo sobre Tesouro direto.

Já no setor privado podemos encontrar os seguintes produtos de renda fixa, conforme tabela abaixo:

Bora descobrir um pouquinho mais sobre esses investimentos?!

Poupança

A poupança é muito famosa e é considerada pela maioria dos brasileiros como um investimento muito seguro.

É uma conta bancária destinada somente a reserva financeira, que tem uma regra de rentabilidade definida de 70% da taxa Selic + a taxa referencial (que está zerada desde 2017), quando a Taxa SELIC está igual ou abaixo de 8,5%, agora com a Taxa SELIC a 10,75% a regra da poupança é de 6% ao ano + taxa referencial.

Isso demonstra que a poupança não é um bom investimento, por ter essa rentabilidade definida que é considerada ruim.

Certificado de Depósito Bancário

Mais conhecido como CDB, é um título que os bancos emitem para captar recursos para o mercado de crédito. Todos têm um vencimento definido, podem ser pré-fixados ou pós-fixados e possuem tributação de imposto de renda.

Letra de crédito imobiliária e Letra de crédito do agronegócio

Conhecidos também como LCI e LCA, são títulos emitidos pelos bancos para captação de recursos para o setor Imobiliário e do Agronegócio, uma particularidade é que esse tipo de investimento não possui tributação de imposto de renda, como uma forma de incentivo do governo para que as pessoas invistam nesses setores.

Recibos de depósito bancário

O RDB é um título emitido por bancos ou cooperativas e sociedades de crédito e financiamento, para viabilizar suas atividades de oferta de crédito, pode ser pré-fixado, pós-fixado ou híbrido. Os RDBs não possuem liquidez, isso significa que não é possível resgatar antes do vencimento, sendo também intransferíveis e inegociáveis e possuem a tributação de imposto de renda.

Letra de câmbio

A LC é um título emitido pelo banco para captar recursos, é também considerado como um dos investimentos melhor remunerado da renda fixa, tem cobertura pelo FCG e pode ser pré-fixado ou pós-fixado.

Certificado de recebíveis Imobiliário e Certificado de recebíveis do agronegócio

São títulos emitidos por companhias securitizados para captar recursos para o setor do agronegócio e imobiliários, podem ser pré-fixados ou pós-fixados, também não possuem a tributação do imposto de renda, porém não possuem cobertura pelo FGC como é o caso das LCIs e LCAs.

Letras financeiras

São emitidos por bancos, cooperativas de crédito com a finalidade de captar recursos de longo prazo, oferecendo uma rentabilidade mais atrativa aos investidores, uma vez que não é possível resgatar antes do vencimento, possuem imposto de renda, não tem cobertura pelo FGC e tem um risco que pode variar de médio a alto.

Você com certeza já ouviu alguém falando de alguma debênture, mas você sabe o que é?

Como todos os investimentos de renda fixa, as debêntures são empréstimos feitos para as empresas, onde elas prometem te devolver este valor com uma rentabilidade definida sendo pré-fixada, pós-fixada ou híbrida. Nenhuma debênture possui cobertura pelo FGC e por isso oferecem um risco de moderado ao alto, e são negociáveis, porém possuem baixa liquidez no mercado. Existem dois tipos de debêntures, sendo elas:

Debêntures convencionais

A regra é que elas só podem ser emitidas por empresas SA (sociedade anônima) de qualquer seguimento, e captam recursos para investir no crescimento da empresa, quitar dívidas e afins.

Debêntures incentivadas

Esses títulos são emitidos por empresas dos setores de infraestrutura com o intuito de arrecadar dinheiro para investir em algum seguimento especifico conforme a lei 12.431 de 2011, conforme listado abaixo:

  • Logística
  • Aviação civil
  • Transporte
  • Saneamento básico
  • Energia
  • Mineração
  • Telecomunicações

O governo por não conseguir arcar com toda essa parte de infraestrutura no Brasil, criou essa lei que isenta a tributação de Imposto de renda sobre o rendimento e sobre o capital próprio, com o intuito de que as pessoas adquiram esse tipo de investimento, ajudando no crescimento e desenvolvimento desses setores.

E aí? Gostou do conteúdo? Quer começar a investir?

Faça o seu Planejamento financeiro com a UPlanner, além de contar com uma equipe de especialistas, você receberá acesso ao nosso App para organizar as suas Finanças pessoais e cuidar dos seus investimentos.

Voltar a página inicial

Leia também

UPlanner na mídia
UPlanner

Podcast: Empodera elas

Podcast: Empodera elas especial dia das mães! A Nossa querida COO Maria Fernanda, participou do podcast do “Empodera elas” especial dia das mães, para falar

Investimentos
Fernanda Veiga

Fundo de Renda Fixa

Os fundos de renda fixa geralmente tem as carteiras necessitam ter pelo menos 80% do patrimônio aplicado em ativos ligados à variação da taxa de

Redes sociais

Copyright © 2021 . Uplanner

Baixe nosso app

Receba nossas novidades!