fbpx

Blockchain

O blockchain é uma espécie de livro contábil, em que são registrados vários tipos de transações.

Compartilhe esse post

Você sabe como surgiu o Blockchain?

Criado em 2008 num cenário de crise econômica mundial e bolha imobiliária, o bitcoin nasceu para, entre outras coisas, prevenir o gasto duplo dos valores e aumentar a confiança das transações financeiras, levando-as para a internet. No ambiente digital, os dados podem ser copiados, alterados e trocados. O blockchain foi a solução para eliminar essas características, uma pessoa não pode gastar 1 BTC duas vezes ou dizer que te enviou 10 BTC mas transferir apenas 0,01 BTC, por exemplo.

A tecnologia blockchain é seguidamente explicada como uma espécie de “livro contábil”, em que são registrados os vários tipos de transações. Tais registros ficam espalhados por vários computadores, o que torna o sistema mais transparente. No caso das criptomoedas, o envio e recebimento de valores é registrado no blockchain.

Este sistema é formado por uma “cadeia de blocos”, que dá origem ao seu nome. Todas as transações que acontecem na blockchain são reunidas em blocos. Cada bloco de uma cadeia registra um conjunto de transações, e os blocos são seguros por uma forte camada de criptografia.

Cada bloco é ligado ao anterior por um elo, um código chamado “hash”. Esse mecanismo é uma garantia de segurança para a informação armazenada. Uma vez que a blockchain é pública, qualquer pessoa pode verificar e auditar as movimentações nela registradas.

Os mineradores são os responsáveis por montar a cadeia de blocos. De forma reduzida, os mineradores agregam as transações que estão sendo colocadas na rede, mas ainda não foram reunidas em um bloco. O trabalho do minerador é, entre outras coisas, calcular o “hash” certo para formar a ligação entre os blocos.

A mineração é o coração da rede, o que mantém a rede funcionando, e é todo o processo de segurança da rede. Por meio da mineração é feito o controle de oferta e demanda das criptomoedas, assim como das transações validadas e registradas no blockchain.

Para que uma transação possa ser registrada nesse livro, ela precisa antes ser validada a partir de regras definidas em um “contrato inteligente”. Assim, a validação é feita por determinados integrantes da rede, que formam o chamado grupo de consenso. Só então a transação passa a fazer parte de um bloco de dados armazenado no livro.

Vantagens do Blockchain

As informações inseridas no Blockchain são criptografadas e exigem uma assinatura digital. Portanto, a segurança das transações é maior, o que garante a integridade e proteção contra possíveis ameaças e hackers. Além disso, faz o acionamento automático de ações, eliminando a necessidade de agentes intermediários.

Qualquer pessoa participante desse imenso banco de dados tem acesso a todas as transações. Porém, é importante ressaltar que elas não podem ser alteradas ou adulteradas depois de serem processadas. Os processamentos são mais rápidos e não restritos a horários comerciais.

Além disso, o Blockchain pode ser acessado de qualquer local e permite que o sistema seja distribuído em milhares de computadores. Isso faz com que uma atualização feita crie cópias sincronizadas em segundos. Assim, gerando maior eficiência de processo, que se traduz em lucratividade.

Aplicações do Blockchain

O que pouca gente sabe é que, por ser uma arquitetura de dados que não permite alteração ou cópia de informações, o Blockchain é uma tecnologia segura e que pode ter muitas outras aplicações além das criptomoedas. Essa tecnologia reduz a complexidade de operações e permite maior controle e rastreabilidade das informações, além de ser muito segura, não à toa, o Blockchain é conhecido como “protocolo de segurança”.

Exemplos de aplicações são:

Autenticação de documentos

Regulamentada em maio de 2020 pela Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) e administrada pelo Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal, a plataforma e-Notariado permite que cidadãos de todo o país realizem diversos serviços por meio de videoconferência, sem a necessidade de deslocamento, podendo acessar o tabelião diretamente por um computador, tablet ou celular.

Entre os serviços disponíveis estão os diversos tipos de escrituras (compra e venda, divórcios, doações, inventários, partilhas), testamentos, atas notariais, procurações e autenticação digital.

Direitos autorais garantidos

A cantora britânica Imogen Heap está criando uma plataforma baseada em Blockchain chamada de Mycelia. Esta rede Blockchain permite que o artista coloque sua música dentro de um Smart Contract e o próprio contrato gerencia o seu uso. Para escutá-la, você paga X, para colocá-la em um filme paga outro valor, para usá-la como ringtone, outro valor.

Desta forma, a música se torna um negócio e protege os direitos do artista, coletando royalties. Isso não está restrito a músicos, mas cientistas, jornalistas, escritores e artistas de diversas áreas.

Serviços financeiros mais simples

Hoje os serviços financeiros são muito complicados. Mas se isso fosse baseado em Blockchain, não precisaria de tanta burocracia. Seria só uma simples alteração no registro, não precisando de partes/empresas para medir o risco da transação, sem custo para cada ação e sem demora no processo.

Identidades virtuais

Com o Blockchain podemos gerar identidades dentro da cadeia, como avatares 3D que armazenam todas nossas informações da vida digital. A identidade em Blockchain pode registrar todos os dados, desde suas transações financeiras até informações de saúde ou educação. É privado, seguro e você é o real dono de suas informações, podendo usá-las da forma que desejar.

Investimentos

Com essa tecnologia será muito mais fácil fracionar e negociar as frações de um ativo, desde ações de empresa, até uma propriedade imobiliária, o que por consequência traz mais liquidez, reduz os custos de transação e torna mais universal o acesso a diversos ativos.

As negociações mundiais desses ativos podem ser feitas por pessoas em qualquer lugar do mundo. Isto é, para o mercado de investimentos o Blockchain representa uma injeção de liquidez e universalização de acesso para negociações de diversos ativos.

Saúde

Uma das características do Blockchain é a rede distribuída de registro de dados. Esse aspecto resolveria um problema muito comum na saúde, a gestão de registros médicos. Raramente os pacientes possuem o controle de acesso aos seus históricos de saúde em uma única plataforma, onde o paciente é o dono da informação. Os exames, laudos, apontamentos médicos e receitas normalmente estão distribuídos nos inúmeros prestadores que o paciente passou, ou ainda, em registros físicos.

Logística

Uma rede compartilhada como o Blockchain possibilita o melhor rastreamento e certificação de toda a cadeia, além de origem, destino e tipo de produto transportado. Isso garante uma cadeia honesta e transparente.

Agrotech

Nesse setor o principal benefício é a transparência e a procedência das commodities. O histórico completo de um determinado tipo de grão, por exemplo, pode ser rastreado com o uso do Blockchain, possibilitando ao comprador saber a origem, qualidade e condições de armazenamento.

Internet das Coisas – IoT

O Blockchain facilita a criação de sistemas de micro-pagamentos entre dispositivos, o que possibilita que estes dispositivos façam tarefas em benefício da rede. Ou melhor, uma geladeira será capaz de gerar informações sobre o ambiente em que se encontra, informando a um termostato se deveria ligar o ar-condicionado. Esse mesmo termostato pode contatar a central mais próxima dos bombeiros caso constate um potencial de incêndio. Isto tudo automaticamente!

Isso é extremamente importante em uma sociedade onde, até 2025, a expectativa é que existam 25 bilhões de aparelhos conectados, de celulares e computadores até geladeiras e sistemas de iluminação.

Impacto do Blockchain para o Mercado Financeiro

As operações feitas por meio do Blockchain estão ocupando cada vez mais espaço no mercado financeiro e não é por acaso. Esse tipo de transação possui muitas vantagens e a principal delas é o modelo peer-to-peer (ponto-a-ponto), no qual as informações podem ser compartilhadas sem a necessidade de um servidor central. Isso faz com que haja uma redução de custos significativa. Esse benefício também permite que não haja limitações de valores, já que qualquer quantia pode ser transferida em questão de segundos, ou melhor, quase instantaneamente.

Esse ponto acaba com as dificuldades que muitas pessoas passam por causa das restrições estipuladas pelos bancos e instituições financeiras. Assim, as transações mais comuns realizadas pelo Blockchain são as internacionais.

A evolução da tecnologia vem sendo marcada por grandes mudanças que levam toda a atividade econômica e empresarial para uma determinada direção.

Realmente, o Blockchain pode vir a se confirmar como uma das grandes mudanças tecnológicas ocorridas nos últimos anos. Acompanhar essas tendências é fundamental, para empresas e para profissionais.

Faça o seu Planejamento financeiro com a UPlanner, além de contar com uma equipe de especialistas, você receberá acesso ao nosso App para organizar as suas Finanças pessoais e cuidar dos seus investimentos.

Voltar a página inicial

Leia também

UPlanner na mídia
UPlanner

Podcast: Empodera elas

Podcast: Empodera elas especial dia das mães! A Nossa querida COO Maria Fernanda, participou do podcast do “Empodera elas” especial dia das mães, para falar

Investimentos
Fernanda Veiga

Fundo de Renda Fixa

Os fundos de renda fixa geralmente tem as carteiras necessitam ter pelo menos 80% do patrimônio aplicado em ativos ligados à variação da taxa de

Redes sociais

Copyright © 2021 . Uplanner

Baixe nosso app

Receba nossas novidades!